Flores e Brilho

A combinação inusitada de brilho e estampa floral resultou em um look fresh, e ao mesmo tempo glamouroso. O tom ouro velho do top paetizado é bem próximo a uma das nuances da estampa do short, fechando em harmonia a proposta da loja Diva by TVZ.

A sandália de salto fino Oscar, tem tramas douradas no cabedal e valorizou ainda mais o visual.

Nas lojas Oscar Calçados, além de presentes para toda a família, você encontra o calçado perfeito para o seu look! Aproveite as facilidades de pagamento e esteja linda nas festas! Até mais!

O novo Navy do verão!

Mais uma vez o Navy aparece no verão. Neste, uma aparição mais amena concordemos, mas, repaginado e muito glamouroso!

O vestido tomara que caia da loja Diva by TVZ, tem recortes no top que remetem ao corselet e cinto com fivela dourada. Sugerimos um maxi colar dourado e um óculos de sol vermelho para reafirmar a pegada navy. A sandália Oscar Woman com meia pata em cortiça fechou em grande estilo esta produção deliciosa!

As lojas Oscar Calçados já estão recheadas de novidades para o seu fim de ano, aproveite as facilidades de pagamento. Até mais!

Lady Like by Oscar Fashion Days

Consagrada como uma das mais fortes tendências desse verão, o estilo Lady Like esteve muito presente nas passarelas do Oscar Fashion Days.

Os tons pastéis predominam, mas as cores sóbrias também aparecem. Sempre com a cintura marcada e quase sempre com saias evasês.

Adornos de laços e flores (da cabeça aos pés) arrematam esse visual que é pura feminilidade.

Este é o primeiro post da série em que abordaremos as tendências deste verão com imagens do Oscar Fashion Days, que pela décima vez foi sucesso absoluto, e é um dos maiores eventos de moda do Brasil.

Aguardem os próximos! Até mais!

Vestido longo!

Os vestidos longos têm força nesse verão, em suas inúmeras variações de cores, estampas e modelagens que estão dentro das tendências desta temporada.

Este da loja Diva by TVZ de estampa natural, têm três formas de usar. Como tomara que caia, decote em “X” ou de um ombro só. Lindo, prático e versátil. E falando em versatilidade vejam a sandália Oscar Woman e a rasteira Werner, maravilhosas para usar com quase tudo!

Alguns hits do verão!

As vitrines já estão recheadas de vestidinhos como estes, só esperando o calorão chegar, e quando ele chegar, com toda a certeza as ruas também ficarão. O vestido tomara que caia é um dos fortes hits da próxima temporada, além de ser um modelo que cai facilmente no gosto das brasileiras.

Sugerimos aqui como opção de uso, os scarpins fluo Vizzano, outra aposta certa para o verão. Ficam lindos em produções como estas, conjugados à estampas, ou simplesmente levantam qualquer look clean.

Corra até uma das lojas Oscar Calçados e conheça mais novidades!

Extraordinário: 80’s na essência

Esta tendência resgata fortemente a silhueta típica dos anos oitenta: ombros estruturados, cintura marcada e cores fortes.

Os excessos e a extravagância estão presentes, com muito brilho, brocados e tecidos de efeito glossy, remetendo à ostentação presente nesta década, onde o status pessoal era medido pelo que se usava. Para os calçados vale o mesmo: brocados, vernizes e metálicos em cores neutras ou vibrantes.

Outra estética muito vista é a das roupas justíssimas, que eram usadas nas academias nestes anos onde os exercícios aeróbicos eram febre. Em outro contexto as leggings passam a ser usadas com salto-altos e plataformas. As polainas também presentes em algumas das coleções de inverno completam este estilo.

Inspire-se, as releituras já estão disponíveis em todas as lojas!

Masculino feminino, legado dos anos 40

Os anos 40 foram marcados pela segunda guerra mundial. A moda teve que se adequar àqueles tempos difíceis. Paris, a capital da alta-costura, contava com estilistas que fizeram história, como Coco Chanel, Elsa Schiaparelli, Jeanne Lanvin, Lucien Lelong e Nina Ricci. Quando foi invadida, em junho de 1940, já não reunia todas as suas maisons, mas mesmo assim, durante a guerra 92 ateliês ainda funcionavam por lá.

Com a escassez de materiais, a mulher teve que aprender a reformar suas roupas e usar tecidos alternativos da época. A silhueta era bem masculinizada e em estilo militar. Nos casacos e abrigos os ombros ganharam volume. A cintura ficou mais estreita, marcada por um cinturão. Além das saias um pouco mais curtas, justas, ou com pequenas pregas, o público feminino aderiu a calças compridas. A bicicleta era muito utilizada, com isso, houve o surgimento da saia-calça, prática e confortável. Aí se viu a primeira estética, masculino feminino.

Pela falta do nylon, as meias finas desapareceram do mercado. Algumas mulheres pintavam suas pernas com pastas cor da pele e desenhavam com lápis uma fictícia costura traseira das meias. Nos pés os calçados eram pesados e a plataforma foi muito usada. Devido a todas essas dificuldades, as mulheres usaram lenços e exageraram nos chapéus com criatividade, quebrando a monotonia do momento. Aqui no Brasil, o marco foi Carmem Miranda que divulgou a cultura e o jeito de ser brasileiro, e difundiu a moda das plataformas para todo o mundo.

Durante a guerra o ready-to-wear (pronto para usar) depois chamado pelos franceses de prêt-à-porter, que consiste em produzir roupas de qualidade em grande escala, realmente se consolidou. Pela primeira vez, a elegância só ostentada pela elite era encontrada nos magazines a preços acessíveis.

A crise atual traz novamente para a cena da moda referências dos anos 40. Isso é visto na tendência “Encadeamento”. A alfaiataria clássica ou construtivista retoma as vitrines e as ruas no Inverno 2010.

Mobilidade: a rebeldia inspira as novas coleções

Abordaremos todas as tendências do Inverno 2010, começaremos pela Mobilidade, aguarde as próximas!

Dentro dessa tendência identificamos quatro estéticas: Punk, Glam Rock, Rave e Grunge.

O Punk é mais agressivo com muito preto, couro, jeans e skinny. Os calçados levam tachas e rebites. Já o Glam Rock se apresenta de maneira mais sofisticada, o preto continua, se adequando a saltos mais finos, cuissaders, minissaias e brilho!

A estética Rave traz mistura de estampas e cores vibrantes, legado das festas de música eletrônica. No Grunge a linguagem “Não estou nem aí para moda!”, inspira modelagens amplas e look largado.